Devaneios presidenciais

Devaneios presidenciais A presidente mira na oposição e ignora o Brasil

Nas últimas semanas, a presidente Dilma Rousseff começou a dar o ar da graça, depois de quase seis meses de seu segundo mandato.

Depois que sua popularidade chegou ao menor índice já registrado nos últimos 27 anos (9%), a presidente da República vem fazendo uma aparição aqui e acolá, na tentativa de dizer aos brasileiros que está governando.

Governando um país à beira de um colapso econômico que, a cada dia que passa, apresenta novos números de desemprego, aumento de inflação, crise em setores industriais e no comércio, aumento da dívida pública. Notícias que não podem jamais ser consideradas boatos. A realidade do Brasil fere a dignidade de quem todos os dias luta por ele.

No campo político, Dilma e seus aliados afirmam que tudo está bem. Que articulações políticas sempre existiram e que, nunca antes na história deste país, tivemos uma condução tão estruturada, contumaz e sapiente, capaz de saudar raízes e acrescentar à espécie animal mais um primata bípede.

mira

Devaneios presidenciais à parte, nada é tão preocupante nesta crise político-econômica que ver a nossa governante alheia às denúncias que estão sendo analisadas pelos Tribunal de Contas da União e Tribunal Superior Eleitoral, como as “pedaladas fiscais” e os crimes eleitorais durante a sua campanha presidencial.

A presidente Dilma ao invés de procurar argumentos para sua possível defesa ou, ao menos, reservar o silêncio como melhor estratégia, resolve atacar quem é contrário e repudia tais crimes como uma fera ferida.

Machucada, porém, faminta, Dilma não hesita e ruge com um pedaço de osso velho, o velho poder que exerce fascínio como uma suculenta carne de caça.

 

Um comentário

  • Alexandre Fernandes 8 de julho de 2015 at 13:46

    Nós estamos num momento muito critico, vamos gastar uns 25 anos de trabalho árduo para recolocar o nosso Brasilzão querido nos trilhos novamente.
    Espero que quem foi enganada por esta grande máfia infiltrada no governo, e a grande estelionatária eleitoral, Assaltante dos cofres públicos, mentirosa, pessoa ruim, sem honra nenhuma, Abram os olhos, parem de acreditar em qualquer coisa, pois vigaristas aparecerão, atacaram os homens de honra com baixarias e mentirar.
    Valeu Aécio.

Não é possivel comentar.