É tempo de renovar

É tempo de renovar Um ano após as eleições, o que temos para comemorar?

Há exatamente um ano, muitos brasileiros se vestiram de esperança e foram às urnas na tentativa de mudar os rumos da política no país. Lembramos, hoje, daquele momento, sem saudosismo, com o desejo de avaliar o que mudou nesses 12 meses com a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Numa das maiores disputas presidenciais da história da política brasileira, Aécio Neves travou o combate com coragem, resistência, responsabilidade e altivez. Entretanto, o PT venceu com o seu projeto de poder que maquiou números e escondeu a verdade.

De lá pra cá, não foram os pessimistas que ganharam destaque na mídia ou os boatos que desviaram a atenção para as melhores ações do governo. Foi a realidade, cruel e maldita, que invadiu a casa de todos os brasileiros.

bolo-2

A verdade é que o país tem se afogado em um mar de desemprego, com economia em desaceleração, o retorno da inflação e a ausência de perspectivas. A máscara, em menos de um ano, caiu. E assumir os erros doeu mais que martelar o dedo pregando um prego.

Desceu ralo abaixo a confiança dos brasileiros em um governo sério, capaz de perpetuar a prosperidade do país e melhorar mais ainda as condições da população. O plano era permanecer no poder, apenas esse. A democracia que se adaptasse às exigências do governante.

Neste aniversário de eleição, fica na memória dos brasileiros (agora quase todos!) a sensação de “poderia ter sido diferente”. Reacende também, em nós, a ideia de que logo mais poderemos renovar os votos da democracia verdadeira, ética e sólida para nosso Brasil.

Não vamos nos dispersar e nem perder a esperança!