O país tem pressa

O país tem pressa Presidente do Senado acata pedido de Aécio para antecipar tramitação do impeachment

Quando o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff recebeu a aprovação da maioria dos deputados federais, no Congresso, no dia 17 de abril, muitos brasileiros respiraram aliviados: quem não aceita mais a impunidade quer que o julgamento desse processo ocorra e que seja rápido. Mas após a reunião com líderes no Senado, neste terça-feira (19/04), ainda existia a possibilidade de o andamento do processo ser protelado.

Ao longo do dia, porém, Aécio Neves cobrou, diversas vezes, agilidade na tramitação do processo de impeachment. No plenário do Senado, seu pedido foi acatado pelo presidente da Casa, Renan Calheiros, que antecipou a data para a formação da comissão especial que irá analisar o processo para o dia 26 deste mês.

Aécio Neves cobra agilidade no processo de impeachment da presidente, no Senado - Foto: George Gianni

Aécio Neves cobra agilidade no processo de impeachment da presidente, no Senado – Foto: George Gianni

Segundo Aécio, os brasileiros acompanham os processos da Casa e sentem-se representados quando os senadores trabalham em prol de um melhor caminho e mostram que não querem adiar qualquer decisão.

A sociedade brasileira se sentirá melhor representada se perceber que há disposição dos senadores, sem aguardarmos dias e dias sem trabalha. O país tem pressa.” – Aécio Neves

A comissão especial do impeachment, que agora tramitará no Senado, será composta blocos partidários. E cada bloco partidário terá 21 membros titulares e 21 suplentes. A quantidade indicada é proporcional ao tamanho das bancadas das legendas que formam o colegiado. Acredita-se que, com a alteração das datas de composição da Comissão de Impeachment, a votação do processo poderá ocorrer entre os dias 10 e 11 de maio.