Para governar o Brasil

Para governar o Brasil Para Aécio, uma gestão inovadora na área cultural pode transformar a imagem do país

Neste mês em que o país perdeu e viu renascer o Ministério da Cultura, é necessário avaliarmos a necessidade desse órgão federal e seu apoio real à questão cultural em todas as suas diversidades e multiplicidades.

Para Aécio Neves, esse ministério é importante sim, desde que assuma, com responsabilidade, a importante missão de desenvolver políticas culturais e programas que fortaleçam a democracia, a diversidade e a liberdade de criação, de maneira a diminuir as desigualdades sociais e culturais, ampliando a cidadania.

interno

O incentivo à cultura, mesmo em um país ainda carente de necessidades básicas como saúde e segurança, por exemplo, é uma forma de educar e de fazer o país avançar. A visão de Aécio sobre a área cultural parte do trabalho de interiorização desenvolvido, durante a sua gestão, em Minas Gerais, pela Secretaria de Estado da Cultura, que possibilitou que agentes culturais saíssem dos grandes centros e que a formação cultural pudesse chegar às pequenas cidades do Estado.

Para Aécio, a ampliação da cultura e a valorização das manifestações regionais devem ser preservadas e divulgadas. Aécio defende o fortalecimento do Sistema Nacional de Bibliotecas, possibilitando a expansão do acesso ao conhecimento em todo o território nacional; o aprimoramento da Lei Rouanet para impedir desvios de finalidade; a estruturação do programa nacional da memória brasileira e a defesa do patrimônio histórico cultural brasileiro.