Pelas portas dos fundos

Pelas portas dos fundos Aécio Neves criticou a negociação para impedir impeachment

Nesta terça-feira (05/04), no Senado Federal, em Brasília, Aécio Neves foi enfático ao criticar a postura da presidente Dilma ao comandar uma vergonhosa barganha no Congresso em troca de votos para barrar o processo de impeachment. Para Aécio, a presidente pode sair de forma minimamente digna ou pelas portas dos fundos e essa segunda opção é a que parece ser mais possível, neste momento.

Após saudar o PMDB pela decisão de romper com o PT, Aécio assegurou que o afastamento de Dilma Rousseff do Planalto não trará benefícios diretos para o PSDB, já que quem assume o governo é o PMDB – até há pouco tempo aliado direto do governo do PT – mas sem dúvida os brasileiros serão muito favorecidos com essa situação.

Com que autoridade uma presidente que escancara o Palácio do Planalto a este mercado persa, onde cada voto vale um quinhão de cargos públicos, vai retirar o Brasil dessa crise, se eventualmente ficar no cargo? Não há nenhuma saída sem traumas, mas a mais traumática de todas é a permanência da presidente da República.”

Aécio Neves garantiu que o PSDB não se furtará de continuar na luta pelo Brasil, na defensa dos valores e, principalmente, na criação de um projeto de governo sólido para o país.

 Aécio Neves critica negociação para impedir impeachment da Dilma Rousseff - Foto: George Gianni

Aécio Neves critica negociação para impedir impeachment da Dilma Rousseff – Foto: George Gianni

Nós sabemos que se a presidente Dilma perder o seu mandato, perderá por suas próprias responsabilidades, ou irresponsabilidades, mas sempre será respeitada a nossa Constituição, que aprovamos e assinamos, e que lamentavelmente o PT não jurou.”