Se as eleições fossem hoje…

Se as eleições fossem hoje… Pesquisa CTN/MDA revela que Aécio ganharia fácil de Dilma Rousseff

O tempo passou, mas o Brasil não está mudando. Ao contrário, o país vem enfrentando uma de suas piores crises políticas e econômicas.

O tempo passou e a opinião dos brasileiros também mudou, assim como o crédito ao atual governo.

Um pesquisa realizada pela Agência CNT/MDA, divulgada ontem (23/03), informa que o prestígio da presidente Dilma Rousseff caiu. De acordo com a pesquisa, 64,8% dos entrevistados reprovam o governo da presidente. Um índice de rejeição histórico já registrado pela série de pesquisas realizadas neste quesito.

Os motivos da rejeição são vários e estão na ponta da língua dos brasileiros: corrupção, inflação, educação, saúde, segurança, alto custo de vida, falta de emprego lideram a lista pessimista dos entrevistados.

Diante de tantas notas baixas da presidente Dilma Rousseff, um outro levantamento aponta que, se as eleições fossem hoje, Aécio Neves teria 55,7% das intenções de voto e Dilma Rousseff levaria apenas 16,6%.

AécioNpesquisa

A pesquisa também revela que os entrevistados acreditam que, se Aécio fosse o presidente da República, o Brasil não estaria enfrentando um processo tão crítico como que vivenciamos agora.

A Agência CNT/MDA entrevistou 2.002 pessoas, em 137 municípios, das cinco regiões do Brasil, nos dias 16 e 19 de março. Esta é a 127° pesquisa realizada pela agência.

O tempo nem sequer passou por completo. Ainda faltam pouco mais de 45 meses para o governo de Dilma Rousseff chegar ao fim. Entretanto, o tempo perdido de 4 anos do primeiro mandato, pesa agora nas costas, nos custos e na fé dos brasileiros.