Transparência para o Brasil

Transparência para o Brasil Aécio Neves pede urgência para projetos que protegem fundos de pensão

Num país no qual ainda se faz necessário complementar a renda financeira, os fundos de pensão das empresas públicas tornaram-se boas alternativas para os servidores públicos brasileiros.

Além da aposentadoria por tempo de serviço (ou por qualquer outra razão garantida por lei), o trabalhador também poderia aplicar um valor em fundos de pensão para que, mais tarde, servisse como complemento ao salário e desse mais conforto e segurança financeira à sua família. Uma boa poupança nunca faz mal a ninguém.

Entretanto, foi constatado, nessas empresas estatais, um rombo milionário, nos últimos 12 anos, nos fundos de pensão. Gestões e diretorias indicadas por partidos políticos fizeram dos fundos de pensão brasileiros uma verdadeira mina de ouro para retirada de valores sem sequer consultar os investidores desta previdência. Corrupção.

E para evitar que isso se transforme em um ciclo vicioso, acabando com os sonhos de milhares de trabalhadores públicos, Aécio Neves vem cobrando incessantemente que haja mais profissionalismo e transparência nas gestões desses fundos. Para tanto, ele apresentou um projeto que defende a profissionalização da gestão dos fundos e o fim da indicação de partidos políticos para cargos de direção.

Esse é um dos projetos mais importantes já discutidos e votados na CCJ, pois permite uma nova governança para os fundos de pensão. Estamos assistindo ao absurdo em que os fundos se transformaram, a partir do apadrinhamento das indicações, da vinculação partidária de seus dirigentes e dos negócios que fizeram e os levaram a enormes prejuízos” – Aécio Neves

O projeto de Aécio, já aprovado no Senado, também torna obrigatórias as auditorias independentes nas prestações de contas e a fiscalização por parte dos Tribunais de Contas. Os profissionais selecionados para a composição dos conselhos deverão comprovar conhecimento nas áreas previdenciária e financeira e os diretores deverão assinar um contrato com metas a serem cumpridas. Multas e penalidades poderão, a partir da aprovação do projeto, ser aplicadas aos gestores que causarem danos ou prejuízos aos fundos.

transparencia

Aécio tem cobrado, agora, a urgente avaliação do projeto na Câmara dos Deputados, pois os beneficiários dos fundos de pensão estão numa situação delicada, após o prejuízo deixado pela gestão de indicados do PT dos fundos. O déficit chegou a 151% em 2015. Esses danos atingem, direta ou indiretamente, todos os brasileiros e os serviços prestados no país. Precisamos de seriedade e transparência nos fundos de pensão para podermos ganhar credibilidade, dentro e fora do Brasil, e respeitar esse grupo de brasileiros, que sempre trabalhou pelo país, como eles verdadeiramente merecem.