Um passo no Paço

Um passo no Paço Há 30 anos, Aécio recebia a homenagem ao avô em São Bernardo do Campo

Em 1985, após a morte de Tancredo Neves, os brasileiros carregavam o luto pela perda do presidente.

Por todo Brasil, homenagens eram feitas, na tentativa de preservar o seu nome e, principalmente, deixar para a posteridade a história política do homem que fez do Brasil a sua vida.

Mas foi lá no ABC Paulista que, há exatos trinta anos, no dia 20 de agosto de 1985, foi realizada uma das mais belas homenagens póstumas a Tancredo Neves.

Pelo decreto 8.103 daquele ano, a prefeitura de São Bernardo do Campo nominou o espaço onde fica a Câmara Municipal da cidade e um grande gramado em volta de Paço Presidente Tancredo Neves.

Na solenidade que homenageou Tancredo Neves, uma grande festa foi realizada para receber a família Neves. Os netos do presidente, Aécio e Andrea, foram especialmente à cidade para participar das homenagens e, para a surpresa dos dois, foram recebidos entre sorrisos e aplausos por mais de três mil pessoas.

umpasso

 

Em agradecimento, o jovem Aécio, então com 25 anos, fez um discurso emocionado. A saudade do avô ainda era recente.

A Nova República ainda é uma longa estrada a percorrer, uma tarefa inacabada, que representa o resgate de nossa dignidade e liberdade (…) Não tenho dúvidas que, inspirados no ideal de Tancredo Neves, haveremos de fazer desde Brasil uma grande Nação.” – Aécio Neves

Trinta anos depois, as palavras ditas por Aécio continuam atuais. Não somente por trazer os ideais de reconstrução de Tancredo mas, sobretudo, por inspirar os brasileiros a fazerem deste imenso Brasil uma Nação digna, segura e próspera para todos.

Naquele ano, a história eternizou o avô Tancredo. Em seguida, a história acompanhou o amadurecimento político do neto, Aécio Neves, enquanto o sonho de um novo Brasil permanece em nossas mentes e em nosso coração.